Embolização uterina

 

A técnica visa bloquear o suprimento sanguíneo que chega aos miomas através das artérias  uterinas( que são responsáveis pela irrigação sanguínea do útero). Para isso, utiliza-se um delicado tubo (cateter) que é introduzido em uma artéria na parte alta da coxa (artéria femural). Esse cateter é conduzido por monitorização radioscópica e alcança a intimidade das artérias que alimentam os miomas. A partir daí, com a injeção de micro-esferas feitas de um material inerte,  bloqueia-se o suprimento sanguíneo que os alimenta. Com a falta de sangue o mioma sofre um processo chamado de isquemia e diminui progressivamente de tamanho, melhorando os sintomas.

O procedimento é realizado a nível hospitalar, durando a internação apenas um dia.