Gerenciamento de pacientes em Reprodução Assistida e recomendações clínicas durante a pandemia de Coronavírus (COVID-19)

Gerenciamento de pacientes em Reprodução Assistida e recomendações clínicas durante a pandemia de Coronavírus (COVID-19)

Foram publicadas pela Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (ASRM) em 17 de março recomendações em relação ao manejo clínico e recomendações a pacientes de Reprodução Assistida durante o período de pandemia do COVID-19. Tais recomendações foram reafirmadas em artigo oficial publicado em 30 de março, e serão reavaliadas dentro de duas semanas. Ambos os documentos seguem em anexo.

Foi reforçado que o tratamento de infertilidade não é eletivo, ou seja, não pode ser adiado por longo período sem que haja prejuízo ao paciente. Entretanto, a ASRM recomenda:

  • Suspender o início de novos ciclos de tratamento,incluindo indução da ovulação, inseminações intra-uterinas (IUIs), fertilização in vitro (FIV), incluindo recuperações e transferências congeladas de embriões, bem como criopreservação não urgente de gametas.
  • Considerar fortemente o cancelamento de todas as transferências embrionárias,frescas ou congeladas.
  • Continuar a cuidar de pacientes que estão atualmente em “ciclo”ou que necessitam de estímulo e criopreservação urgentes.
  • Suspender cirurgias eletivase procedimentos de diagnóstico não urgentes.
  • Minimizar as interaçõespessoais e aumente a utilização da telessaúde

Artigos:

Mensagem de encerramento:

Portanto, tendo em vista o momento atual que estamos vivendo em todo o mundo, o Instituto Verhum optou por seguir as recomendações da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva, mantendo dessa forma o cuidado com pacientes atualmente em ciclo de FIV, seguido por congelamento de gametas ou embriões, e suspensão de consultas presenciais e cirurgias eletivas, assim como o início de novos ciclos e transferência de embriões.

Nossos médicos estão disponíveis para teleatendimento a ser marcado por esse número: 3365-4545.

Sempre prezaremos pela segurança de nossas pacientes e esperamos voltar à normalidade em breve.

Atenciosamente, equipe Verhum.